Ao DER Amarildo pede solução para curva que já causou dezenas de mortes na SP-215

0
593
Em reunião no DER ficou combinado que técnicos iriam fazer uma vistoria no local. Foto: Prefeitura

Cenário de muitos acidentes nos últimos anos, e também de muitas mortes, o trecho de serra da rodovia SP-215, entre Vargem Grande do Sul e o Distrito de São Roque da Fartura foi o principal assunto tratado em reunião realizada na quinta-feira, dia 29, entre o prefeito Amarildo Duzi Moraes (PSDB) e o superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Paulo Tagliavini.
O ponto é conhecido de muitos motoristas e a última curva no trecho de serra, para quem segue no sentido São Roque a Vargem, na altura do quilometro 21, é especialmente perigoso. Ali, de acordo com os dados registrados no Sistema de Informações Gerenciais (Infosiga), de 2015 a 2020, houve 10 acidentes com vítimas fatais no local, somando 13 mortes.
Neste ano, a Gazeta noticiou alguns acidentes no mesmo ponto, especialmente tombamento de carretas. No dia 8 de março, por exemplo, um desses veículos, carregado com cimento, tombou. O motorista foi resgatado com vida. No dia 24 de fevereiro, uma outra carreta de cimento também havia tombado na mesma curva.
No ano passado, no dia 1º de junho, um motorista que conduzia um caminhão carregado com cabeças de gado morreu após o veículo tombar. Neste mesmo ponto, no dia 18 de maio, um ônibus que transportava jovens que iriam participar de uma festa perto de São Carlos tombou, matando três pessoas, em um acidente que ganhou repercussão nacional.
Em sua página no Facebook, Amarildo informou que esteve em São Paulo no DER, a convite de João Augusto Michelazzo Bueno, presidente da Associação Amigos da Serra da Paulista, junto com o deputado estadual Luís Fernando (PT). Na pauta com o superintendente do DER, Paulo Tagliavini, entre outros assuntos, foi tratada a situação da rodovia SP-215, especialmente os trechos de curvas daquela rodovia que já levou a muitos acidentes e mortes.
Na reunião com o superintendente e também em tratativas com a Secretaria de Transporte do Estado, Amarildo divulgou que ficou definido que será feito avaliação in-loco da situação da última curva, onde ocorreu a maioria absoluta dos acidentes.
“As alternativas apresentadas inicialmente foram a possibilidade de instalação de uma caixa de brita ou mudança do ângulo da curva, sendo que serão analisadas as implicações para definição da melhor alternativa ou apresentação de outras possibilidades”, informou o prefeito.
Participaram da reunião ainda o vereador Canarinho (PSDB), o diretor Juliano Scacabarozi, João Michelazzo, Miguel Paião, assessor do deputado Fernando, e vereadores de outros municípios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui