Homenagem às mães pelo “THE BATMEN”

Mario Poggio Jr.
Uma homenagem marcante para as mães foi realizada pelo Conjunto “The Batmen”, na Sociedade Beneficente Brasileira.
Nos anos 1960, a Sociedade Beneficente Brasileira – SBB era palco de inesquecíveis eventos, nas tardes de domingos.
As famílias compareciam em peso e lotavam o salão, amplamente guarnecido por cadeiras, para ver os espetáculos, com a frequente participação do melhor Conjunto que nossa terra teve, “The Batmen”, e apresentação do José Geraldo Aliende e sua esposa Consuelo.
A propósito, os músicos eram Carlinhos Gadiani (baterista), Carlos
Filipini (guitarrista), Renato Merlin (baixista que depois foi substituído por
Saurinho Corsi, guitarrista base), Wanderley Ribeiro (guitarrista base e cantor – e depois baixista e cantor).
Um dos famosos eventos ocorreu no “Dia das Mães”, ocasião em que Wanderley Ribeiro entoou canção em homenagem às genitoras.
Foi muito aplaudido quando anunciaram o número musical e muito mais, depois de sua apresentação.
Saudade!
Passados quase sessenta anos lembramos do evento, mas infelizmente não nos recordamos da canção cantada para copiá-la, de forma que transcrevemos a letra de “Foi Deus quem fez você”, imortalizada na voz de Amelinha, em homenagem a todas as mães.

FOI DEUS QUEM FEZ VOCÊ
Compositor: Luiz Ramalho

Foi Deus Quem Fez Você
Foi Deus que fez o céu, o rancho das estrelas
Fez também o seresteiro para conversar com elas
Fez a lua que prateia minha estrada de sorrisos
E a serpente que expulsou mais de um milhão do paraíso
Foi Deus que fez você, foi Deus que fez o amor
Fez nascer a eternidade num momento de carinho
Fez até o anonimato dos afetos escondidos
E a saudade dos amores que já foram destruídos
Foi Deus
Foi Deus que fez o vento que sopra os teus cabelos
Foi Deus quem fez o orvalho que molha o teu olhar, teu olhar
Foi Deus que fez a noite e um violão plangente
Foi Deus que fez a gente somente para amar, só para amar
Só para amar
Foi Deus que fez o céu, o rancho das estrelas
Fez também o seresteiro para conversar com elas
Fez a lua que prateia minha estrada de sorrisos
E a serpente que expulsou mais de um milhão do paraíso
Foi Deus que fez você, foi Deus que fez o amor
Fez nascer a eternidade num momento de carinho
Fez até o anonimato dos afetos escondidos
E a saudade dos amores que já foram destruídos
Foi Deus
Foi Deus que fez o vento que sopra os teus cabelos
Foi Deus quem fez o orvalho que molha o teu olhar, teu olhar
Foi Deus que fez a noite e um violão plangente
Foi Deus que fez a gente somente para amar, só para amar
Só para amar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui